Acne: como pus fim a este problema!

21:30

A acne é a pior inimiga de qualquer pessoa. Seja um caso de acne muito forte ou apenas de borbulhas esporádicas, ninguém gosta de sofrer deste mal que nos afeta não só esteticamente, como também abala a nossa autoestima.
Eu sofria de acne que considerava severo. Posso dizer que tinha bastante cuidado com a limpeza da pele, fazia a minha rotina de manhã e à noite e tentei de tudo durante muito tempo para melhorar o estado da pele. Também tinha atenção para não mexer muito na cara com as mãos, pois sabia que estaria a transmitir bactérias que iriam piorar a situação. Para além disso, nunca deixava o cabelo ficar minimamente oleoso, porque com cabelo comprido é inevitável que este toque na cara. Enfim! Como podem perceber, era muito cautelosa, até porque ninguém quer ficar pior.
Já preocupada com o prolongamento do problema, decidi ir a um dermatologista que só me receitou mais géis e cremes novos. Para ser sincera, não era muito rigorosa com a aplicação dos cremes. Havia sempre várias desculpas: não tinha tempo, tinha preguiça, ficava com a pele oleosa antes de ir dormir (o que pensava que fazia pior), as melhorias demoravam muito a aparecer, etc.
Insatisfeita com o resultado (que foi praticamente nulo), fui a outro médico que me explicou a necessidade de atacar a raiz do problema. Prescreveu-me um tratamento bem mais agressivo e inicialmente fiquei reticente, uma vez que estava mal mas conhecia pessoas piores que eu e que não necessitaram de tal abordagem. O que ele me receitou foi uma combinação de medicamentos que acabavam com a produção de óleo na pele, secando-a e de um creme hidratante. Muito sinceramente, este tratamento foi ótimo! O único lado negativo era o facto de a medicação secar a pele muito depressa e mesmo aplicando o creme todos os dias e várias vezes ao dia, a pele e os lábios descamavam ao ponto de ter de colocar vaselina de hora a hora...
Sensivelmente dois meses depois de ter começado a medicação, comecei a ver resultados até que seis meses depois, em nova consulta, o doutor decidiu baixar-me a dose. Ao perfazer um ano de tratamento, pude parar com a medicação. Honestamente, pensei que ia ser um desastre, porque apesar de o resultado ter sido milagroso, dado que não tinha borbulhas nem marcas, pensava que assim que parasse ia voltar tudo ao mesmo.
Já passou mais de um ano desde que não tomo nada e se alguma vez tive alguma borbulha, não foram mais do que uma ou duas vezes. E o melhor foi que nem tive de fazer nada de especial, porque eram do género de alergia que depois desapareciam no dia seguinte.
Para concluir, esta jornada não nada barata (várias consultas, medicamentos, cremes...), mas estou muito satisfeita com a minha pele agora! Sem dúvida que vale a pena consultar um profissional especialista nesta área.

Espero que tenham gostado e que este testemunho traga alguma esperança a quem está a passar pelo mesmo.
Beijinhos, I&J 😊

You Might Also Like

0 comentários